quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010


No princípio, Deus criou os céus e a terra.
Depois foi descansar em Belo Horizonte.


Há algum tempo em São Paulo o Masp abrigou uma exposição interessantíssima de Vik Muniz, bem sucedido artista plástico brasileiro que produz suas obras a partir de materiais inusitados como açúcar, macarrão, fios, arame, ketchup, lixo e xarope de chocolate. Em um dos mais arrebatadores painéis da mostra, vê-se uma imensa Monalisa - obra seminal de da Vinci - reproduzida magistralmente com geléia e pasta de amendoim. Essa é só mais uma amostra, embora insólita, do absoluto encanto que algumas obras de arte produzem nas pessoas. Em termos de popularidade, uma outra obra que chega a ombrear com La Gioconda é a pintura de Michelangelo no teto da capela Sisitina na Cidade do Vaticano. Disputado por extensas manadas de ubíquos e mal educados turistas japoneses, o grandioso afresco que recobre as abóbadas do teto da capela mostra cenas bíblicas conhecidas como Noé embriagado, o pecado original, a expulsão do paraíso e a famosíssima criação de Adão. Nessa cena em particular, reproduzida ad nauseam em cartazes, camisetas, toalhas, capas de disco, etc., o Criador estica o braço em direção a Adão para tocá-lo com os dedos e produzir a centelha primordial da vida. Pois não é que o nobre gesto eternizado por Michelangelo foi parar em uma peça publicitária de um lançamento imobiliário de Belo Horizonte? Pois é, visitantes queridos, pasmem! Michelangelo deve estar quicando na tumba. Em uma cômica demonstração de arrogância, prepotência e falta de noção, a agência utilizou o gesto famoso em um anúncio horroroso de um prédio. O título pra lá de modesto "Simplesmente o melhor da nossa criação" aparece logo acima da imagem de um edifício ladeado pelas mãos totalmente gigantescas de Deus e Adão. Publicitariamente falando, a peça é um lixo só mas o que realmente salta aos olhos é a presunção da mensagem e o mau gosto. O edifício de nome pomposo Boulevard Luxemburgo não aparenta ser ruim mas é vendido como se fosse uma verdadeira morada dos Deuses. É um óbvio exagero de alguns publicitários vagabundos, isso sim.

8 comentários:

A luz... disse...

Oi, Debby!

Bom, o anúncio é péssimo. Que mania de usar esse “dedo de Deus“... vou dar uma outra ideia pra eles fazerem com esse dedo...

Anônimo disse...

EU VI A CARA DA DEBORA BLOGUEEEEEEEEEEEEEEEEEE!!! TEM NO GOOGLEEE!!! VOCE ACHA QUE É O LOMBARDI, DÉBORA?? EU TE ACHEII MINHA FILHAAAAA

Naja Najito disse...

De fato, o anúncio é bizarro e, ao mesmo tempo, prepotente. E, além disso, fica parecendo que as mãos estão alisando - e não criando - o prédio.

Caraio, véi, que vacilões são os publicitários que criaram essa peça.

abç.

Anônimo disse...

já vi anúncios piores...

Luiz Kiss disse...

Sensacional! Adorei o blog!
ficarei de olho agora. Se achar qualquer anuncio bizzarro por aí, mandarei para vocês!
Abraços!

Anônimo disse...

já comecei achando um nome bizarro... "luiz Kiss" Luiz beijo... puta merda....

Guilherme Chaves disse...

outra
http://oglobo.globo.com/vivermelhor/mat/2010/02/23/campanha-contra-fumo-que-associa-cigarro-sexo-oral-forcado-gera-polemica-na-franca-915917641.asp

Fred disse...

Ei, to adorando o Blog. Não sou do ramo publicitário mas estou me divertindo com os reclames e com a qualidade do texto.

Sobre esse anúncio específio, cabe só ressaltar que a Construtora Habitare é bem simplezinha e o prédio está looooooooge de ser uma morada de deuses...