sexta-feira, 6 de julho de 2007

O alfaiate assassino

A profissão de alfaiate talvez seja a mais antiga do mundo. O primeiro alfaiate do qual se tem notícia foi Adão que cobriu sua pele e a de Eva com folhas. Desde os primórdios, no Egito, na Grécia e Roma, durante a Idade Média e Renascença, homens poderosos e elegantes sempre tiveram à sua volta bons alfaiates. Mesmo em tempos de massificação e produção em série de roupas, os alfaiates resistem bravamente, pois possuir modelitos feitos sob medida continua sendo um hábito de consumo super exclusivo e requintado. Entretanto, requinte e sofisticação é tudo que não vemos no anúncio acima. O funesto velhote segurando uma gigantesca e enferrujada tesoura vai fazer um terno ou degolar o cliente? A foto meio macabra é de uma infelicidadecomovente até. Reparem também no (um bombom de gravata???) design primário da marca. Impagável.

2 comentários:

Francisco Butíco disse...

Não sabia que a vovó da família dinossauros era costureira. Enfim, a véia de baixo da camaaaaaa a véia costurava uma camisolaaaaaaaaaa.

A CRIANÇA ALFINETADA! disse...

Pobre Sr. G.Marques...provavelmente um digno e competente alfaiate, que foi convencido por algum contato mala a entregar suas pequeninas economias com uma conversa mole tipo "Pode deixar, Seu Marques, nós vamos fazer uma anúncio super massa, muito lindo, jóia mesmo e fuderoso e sr. vai ter o maior retorno, brother! Pode deixar que lá na agência só tem fera! Uma garotada esperta e malandra que está comandando a publicidade candanga! Eles vão bolar um pusta anúncio! Vai ficar show de bola, Seu Marques, não tem errada!"
Aí, o pobre alfaiate, que não sabe e nunca deveria saber nada sobre esse tipo de publicidade miserável, caiu nessa lenga-lenga e posou pra foto com uma tesoura de podar cipeste com um lay-out mal ajambrado em algum 286!
Esse publicitários...