segunda-feira, 26 de julho de 2010

PUBLICITÁRIO GOSTA DE ARROTAR QUE É BOM,
QUE É FODA MAS É TUDO FRUTA. OU MELHOR SAL DE FRUTA.

Corria o ano de 1897. O correspondente de "O Estado de São Paulo", Euclides da Cunha, cobria a campanha militar governista que pretendia varrer o arraial de Canudos do mapa da Bahia. Entre uma reportagem e outra, o inquieto intelectual travou contato com populações locais e ficou fortemente impressionado com a força e resiliência com que os miseráveis enfrentavam a natureza hostil. Foi o contato com essa áspera realidade que inspirou Euclides a criar uma das maiores e mais geniais obras literárias de todos os tempos: Os sertões. Nessa obra-prima da literatura nacional, consta a célebre frase: o sertanejo é, antes de tudo, um forte. Ocorre que Euclides, de tanto ficar enfurnado no mato escrevendo coisas geniais sobre roçeiros e concentrado em Canudos, esqueceu que era casado o que forçou sua esposa a arranjar também um canudo pra si. O final da história é sabido por todos, né? O corno mais erudito do Brasil e péssimo atirador foi tirar satisfações com o amante da esposa e acabou morrendo crivado de balas em um duelo. Bem, se o sertanejo é um forte como disse Euclides, publicitários certamente não são. Aliás, longe disso. Ô raça fraca da cabeça, meu Santo Conselheiro!! Só pode haver muita fragilidade mental por trás da imagem acima. A foto gosmenta lembra o mais recente desastre a abater-se sobre o Nordeste quando cidades inteiras da região foram convertidas em um imenso mingau barroso. Mas não se trata do "tsunami" nordestino, não. Trata-se de um anúncio do anti-ácido ENO, meus amores. O anti-ácido proclama ser capaz de amenizar verdadeiros desastres gástricos mas o da foto é brincadeira. Uma refeição à base de talos de brocólis, salsa, cogumelos e chocolates Bis regada a hectolitros de Toddy só podia dar numa cagada monumental mesmo. Que espécie de animal se alimenta com uma porcaria dessas? E mais: É difícil acreditar que o cliente tenha gostado e aprovado uma lavagem gráfica dessas, vocês não acham? AAARRGHHH!! Um rango desses no estômago vai produzir que tipo de fezes depois? Hein? Publicitário é assim mesmo. Quando não caga na entrada, caga na saída. Vou ali vomitar e já volto.

7 comentários:

Fábio Jr disse...

"esqueceu que era casado o que forçou sua esposa a arranjar também um canudo pra si." Debora, impressionante como uma mulher como vc consegue ser linda e genial. Te adoro muito. "Se eu tivesse um canudinho. Eu chupava você. Pra dentro do meu mundinho. Pra comigo viver." Beijo enorme, no seu coração

Raymundo Gleyser disse...

Genius, eu curti. Boa idéia e bom concept. É legal como vc olha a peça e já imagina the final product. Dá pra ver no cuidado do retouch, no packshot bem trabalhado e na riqueza de elementos flutuantes que eles sabem o que estão fazendo. MERDA! É disso que eu tô falando, PROPAGANDA! Thanks (ou seja, parabéns)

As Trevas... disse...

Isso é que é estar cagando para o trabalho que faz... Literalmente :) Já imagino até o cidadão defecando enquanto pensa no brieffing e depois olhando a própria cagada dele no banheiro da agência e pensando "Opa! Aqui tem coisa, hein... Vou pegar a câmera!"

De Fortaleza disse...

A peça é imbecil, mas escrever "roçeiros" também não fica atrás.

Naja Najito disse...

Caracoles, que bizarro. Confesso que, se não tivesse lido o post, talvez nem entendesse do que se trata a foto do anúncio. A propósito, o texto ficou excelente, como de costume.

abs.

Anônimo disse...

Debora Amiga!!!

O QUE QUE EH ISSO !!!!!!

No proximo furacao/tempestade/tsunami vao comecar a enviar ENO para as vitimas!!!

Por Jeova!!!!

bjsss

Aline e Lucineide de SP

Unknown disse...

Your article Interesting and Very Good. Share Permissions Also Yes.

Obat Epilepsi
Obat Jantung Bocor Anak
Obat Lipoma
Obat Gerd
Obat Herbal Alami
Obat Panu Di Apotik