terça-feira, 15 de setembro de 2009

Incompetência. Uma hóspede do barulho.

"Não há bom raciocínio que pareça bom quando é muito longo." Esse precioso e atemporal conselho para redatores publicitários partiu de ninguém menos que o ilustre espanhol Miguel de Cervantes, séculos antes de inventarem a Propaganda como a conhecemos. Salvo alguns casos específicos, redatores precisam construir mensagens concisas e objetivas que passem o recado de forma rápida. Pois bem, nesse anúncio do moribundo hotel Maksoud Plaza em São Paulo, o redator, aparentemente em um forte transe provocado por potentes drogas alucinógenas, manda Cervantes à merda e redige um das mais longas, confusas e ridículas linhas da Propaganda nacional. O texto é um jorro de raiva e ressentimento "contra a insidiosa invasão do mercado por imenso número de pseudo-hotéis (os flats)". Em um tom que mais lembra uma passagem bíblica o redator diz que o Maksoud "como na proverbial caravana, segue firme seu caminho, ostentando altivo suas 5 estrelas apesar dos cães que ladram e das flechas venenosas no seu trajeto."  Deus Pai! Mas que cazzo isso significa? Cães que ladram e flechas venenosas? Isso parece a fala de um pastor vagabundo que prega sobre caixotes de maçã na rodoviária. Ou a fala de um Antônio Conselheiro. Mais adiante o maluco tenta atrair possíveis hóspedes dizendo que o hotel se situa na "parte mais alta e nobre da cidade, livre de enchentes e de mosquitos, afastado de cursos d'água poluídos...". Sabemos que São Paulo está longe de ser um paraíso mas que ser humano em sã consciência iria pra cidade depois dessa descrição apocalíptica ? Caros e caras, não é com um discurso deste calibre que o já decadente Maksoud vai reverter sua situação delicada no mercado. A peça só deixa transparecer o enorme desespero que acomete a direção do hotel na busca de soluções para o combalido estabelecimento. Sejamos realistas. O Maksoud foi durante anos um dos melhores hotéis da cidade. O tempo passou. Novos e modernos hotéis se instalaram e os hóspedes começaram a rarear. Sem nunca ter investido em Comunicação decente e nunca ter passado por grandes reformas o velho hotel parou no tempo e não consegue mais reagir. Deveria passar por uma repaginação total e se reposicionar no mercado. Se continuar nesse estado de indigência publicitária o Hotel vai ter que repensar sua vocação. Que tal virar um estacionamento? Ou um puteiro??


12 comentários:

Eduardo disse...

Esse é um excelente exemplo de como detonar uma marca forte. Se o hotel está meio capenga hoje, pelo menos tentem preservar a marca.
Há, não muitos anos atrás, "Maksoud Plaza" em São Paulo era sinônimo de requinte.
Como empresário publicitário, me pego olhando uma pérola dessas e me pergunto: Como uma agência capaz de conseguir a proeza de produzir um anúncio desses, consegue uma conta de uma marca tão importante?
E aí, meu sonho e ideal de criar uma "Faculdade para Cliente" com pós-graduação e tudo, ganha força dentro de mim....

Eduardo disse...

Esse é um excelente exemplo de como detonar uma marca forte. Se o hotel está meio capenga hoje, pelo menos tentem preservar a marca.
Há, não muitos anos atrás, "Maksoud Plaza" em São Paulo era sinônimo de requinte.
Como empresário publicitário, me pego olhando uma pérola dessas e me pergunto: Como uma agência capaz de conseguir a proeza de produzir um anúncio desses, consegue uma conta de uma marca tão importante?
E aí, meu sonho e ideal de criar uma "Faculdade para Cliente" com pós-graduação e tudo, ganha força dentro de mim....

Debora Blog disse...

Eduardo querido,
a idéia da Faculdade para cliente é excelente mas creio que teríamos um problema grave de espaço. Não haveria como construir salas suficientes para todos os alunos. Como acomodar tanto cliente ruim em um lugar apenas? A logística seria um pesadelo, pense só.
Mas que seria o máximo seria.
Beijos melados,
Déby.

Giuliano disse...

Este anúncio é verdadeiro? É uma brincadeira não é mesmo?
Que absurdo, nunca em minha vida li algo tão grotescamente mal redigido.

Estou em estado de perplexidade.
Um lixo, lixo hospitalar, lixo radioativo, lixo nuclear.

Debora Blog disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Debora Blog disse...

Seria cômico se não fosse trágico, Giuliano. O anúncio é real, realérrimo!!! Estava na Veja há algum tempo. mas e aí? O maksoud deveria se transformar em um estacionamento ou em um puteiro? Façam suas apostas!!!

Beijos,
Déby.

Debora Blog disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Debora Blog disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Debora Blog disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Giuliano disse...

Estacionamento, nem para puteiro serve, com esta linguagem só teriam "meninas" com mais de 75 anos de idade.

Estacionamento já.

Erikinha disse...

Olá a todos!
Como vai Débora, tudo bem?
Bom, sou estudante de publicidade e venho acompanhando o seu blog ja ha uns meses, q por sinal, adoro!
E eu tb sou atriz.
Daí vi um vídeo no youtube de um pessoal daki de Bsb e achei mto bacana! Eh bem diferente do proposto pelo blog, já q o material eh bom e tá se espalhando fácil...
Mas se eh bom, não custa nada dividir!
Assistam: http://www.youtube.com/watch?v=lSSLb7ICp_o
Ou, se preferirem, procurem por "Bando Cênico" no youtube e vejam o vídeo "O Banho"
Mto show!
Assim como o blog.
Um grande abraço a todos!

Pan disse...

Meu, que cara genial!
Há tempos não gargalhava com todo gosto.
Genial!