segunda-feira, 26 de fevereiro de 2007

Hã?!

O anúncio colhido nas páginas da Revista Seleções Reader's Digest cravou um novo recorde na categoria esquisitice. Dizer que a peça não tem pé nem cabeça seria bondade demais, pois na verdade tudo ali é uma colagem grotesca de imagens sem nexo: uma flor com um olho no meio, um céu verde cortado por tubarões, um pé humano de onde brotam galhos, um semáforo e postes de luz no meio do oceano. Diarréias visuais deste calibre geralmente só acontecem em meio a um porre de chá de cogumelos e, pelo nível das imagens, o diretor de arte abusou da gororoba. O redator, porém, não fica atrás e com títulos pra lá de absurdos quase empata em sem-noçãozice. Antes de partirem para outro job a dupla deveria mesmo é se inscrever em uma clínica de desintoxicação.

5 comentários:

Micaela disse...

Acho que esses caras tentaram evocar a paranóia crítica de Dalí. E a tentativa deu nisso. Eu mesma quase enlouqueci tentando entender o anúncio. Uma hora dessas os caras já estão numa camisa de força, acho q a gente pode falar mal deles a vontade.

Anônimo disse...

po, eu curti...

Anônimo disse...

Mó viaje du cara, aí! Esse é du bão.
Prêmio Cogu de Ouro, pra ele.

Anônimo disse...

É o Paintbrush evoluiu muito...

Criança Malvada disse...

Ei, gente! Acho que tenho a resposta para essa "malandra" pergunta desse anúncio aí:

- Se o sol nasce para todos, para quem ele se põe?

- É PARA O CU DA SUA MÃE, SEU FILHO DA PUTA!!!

Como que um anúncio escroto desse aí passa e ainda o imbecil do cliente PAGA por uma sandice dessa?
Porque todos os envolvidos nesse quívoco de anúncio aí, a mãe ganha dinheiro para chupar pica! É isso! Só pode rser! Nenhum desses debilóides aí teve mãe! Ela tava no cais do porto dando a bunda! Só pode ser!! Que picaretas filhos da puta!!